Conrado Adolpho, o filósofo do marketing digital

Conrado AdolphoConrado Adolpho chegou ao ponto de ser um professor renomado, palestrante internacional, escritor de best-seller e não se considera melhor do que ninguém.

Esta conquista junto com o livro em si o motivaram a buscar ares maiores, então ele abandonou o curso e mudou-se para Campinas. 

 

A força que temos para nos reinventarmos

Carioca que viveu na cidade do Rio de Janeiro até completar os estudos e buscar seu primeiro sonho, Conrado Adolpho foi longe! Após três longos anos sem qualquer momento para diversão, prestou e passou no ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica). Durante este curso, a leitura do clássico Pequeno Príncipe o fez perceber que há a possibilidade de um mundo melhor.

Esta conquista junto com o livro em si o motivaram a buscar ares maiores, então ele abandonou o curso e mudou-se para Campinas.

Esta que foi a pior fase de sua vida, como ele mesmo comenta, o levou a muitos questionamentos sobre a vida. Afinal, na época havia poucas oportunidades no mercado de trabalho e, sem poder contar com a ajuda de sua família, viveu cerca de uma semana comendo pão e água.

Compreendendo que só é possível experimentar a felicidade se entendermos o que é a tristeza, desistir não era uma opção!

 

Toda filosofia por trás do ícone

Trabalhando em sua maturidade e lidando melhor com seus medos, voltou-se ao que era mais importante para ele: construir sua obra.

No ponto de vista de Conrado Adolpho, “sua obra” reflete tudo o que se refere a construir algo sólido para ele e sua família mas não só financeiramente.

Sua reflexão sobre o sucesso vem com a premissa de que é necessário sempre observarmos a nós mesmos e identificar onde há fraquezas.

Sucesso em si ele comenta que é um equilíbrio entre o sacrifício para a estabilidade e os momentos de lazer e descontração.

Por estas e outras, afirma que está em processo de evolução até hoje e, quando questionado sobre sua influência na vida de tantas pessoas, comenta:

“Não sei ao certo o quão impactante é, mas não quero que me mitifiquem, sou uma pessoa como todos vocês. Por outro lado, quero mudar o mundo através da internet, pessoa por pessoa, até que elas vivam melhor.”

 

A carreira de Conrado Adolpho

Após a situação desesperadora em Campinas passar, abriu lá sua primeira empresa chamada Qi Vestibulares em 1997 que durou menos de 4 anos. Alguns anos depois abriu outra empresa chamada Publiweb, um banco de dados para fotos com o nome de FOTOTIC e escreveu o best-seller Google Marketing.

Com isto, a situação em que se encontrava reforçou nele a percepção de sucesso por não possuir nem o valor da condução para ir trabalhar. Independente das dificuldades, ele estava praticando o que gostava e a persistência nisto levou a segunda edição de seu livro ser um estouro! 

Sendo assim, mantendo seus propósitos e aprendizados da vida, lançou o 8ps do Marketing Digital e tornou-se professor da ESPM-SP. Este é Conrado Adolpho, alguém que acredita, alguém que aprende e também quem compartilha.